Viver

O processo é sempre o mesmo e resume-se nisto: quem não consegue viver de acordo com a sua forma de pensar corre o risco de que o seu pensamento dê uma volta e se adapte à sua nova forma de viver...
(Paulo Geraldo)

Eu

Eu
Eu decidi há muito tempo nunca andar na sombra de alguém Se eu falhei, se eu fui bem sucedida, pelo menos eu vivi como eu acreditei. Não importa o que levem de mim, eles não podem tirar minha dignidade - Whitney Houston - Greatest Love Of All
Hoje eu saí de casa tão feliz, que nem me lembrei que em algumas horas a tristeza bate, me sacode e me faz sentir dores que eu não imaginava que continuavam ali.

Caio Fernando Abreu

Seguidores

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Loba/Mulher


Em noites assim...de lua cheia
Sinto no ar o convite velado...
O convite para sair as ruas...
Para sair em a procura da caça...
Em busca do que mate a fome. o desejo...


Em noites assim...de lua cheia
Meu lado animal, meu lado Loba/Mulher
Aflora...
E sai pela noite...
A procura do que sacie minha fome
A procura do que mate meu desejo...


Em noites assim... de lua cheia
Quando sinto o convite velado
Saio as ruas
Saio em busca de algo...
Saio em busca de VOCÊ!!!
(Solbarreto)

3 comentários:

AC disse...

Abençoada lua...

(Gostei, Sol)

Beijo :)

Sonhadora disse...

Minha querida Sol

Adorei a sensualidade e erotismo deste poema.
Como se diz no Brasil ( Sai debaixo).

beijinhos com carinho
Sonhadora

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Uau, amei o seu lado Loba! Amei a Mulher. Lindo poema! Beijinhos, querida Sol.

Jardim do coração

Silvia Schmidt

Estive pensando algumas coisas
que gostaria de compartilhar com você.
Elas têm a ver com tudo que percebi
desde que vim para o mundo virtual:
Uma delas é termos tido a oportunidade
de conhecer pessoas que nunca
conheceríamos de outra forma.
Nós conhecemos e aprendemos
a gostar dessas pessoas,
não por sua aparência ou seu toque,
mas por suas almas e corações.
Se nós tivéssemos encontrado muitas delas na rua,
talvez nem as tivéssemos olhado pela segunda vez,
ou, talvez, até tivéssemos feito algo pouco gentil,
sem sequer termos conhecido seu lado de dentro.
Isto é muito triste.

Nós encontramos muita gente no mundo virtual
que realmente tocou nosso coração de muitas formas
e nos tornou melhores do que éramos antes.
Não seria maravilhoso se todos no mundo
pudessem ser tocados dessa forma?
Conseguir conhecer pessoas de um modo
que eles nunca imaginaram ser possível?

É bem possível que se isso ocorresse,
não haveria mais os solitários,
os desalentados nem os sofredores desiludidos.
Somos em parte responsáveis pelos sentimentos
das pessoas que aqui já conhecemos.
Não façamos precipitado juízo delas.
Não sejamos críticos.
Não deixemos o orgulho nos carregar para longe do amor.
Nós deveríamos parar para refletir
como seria o amanhã se perdêssemos aquele virtual amigo
sem nunca termos dito:
"você é admirável e eu gosto de você".

Sempre que encontrarmos alguém na rua,
consideremos a possibilidade de que aquela pessoa
poderia ser um dos nossos amigos virtuais,
uma daquelas pessoas que a gente adoraria conhecer,
um daqueles corações com talento especial
para fazer melhor o nosso dia
ou para nos dar força através de uma prece ou conselho.
Um daqueles que nos ajudariam em horas difíceis
e que gostaríamos de retribuir de alguma forma.

Consideremos o estranho que nos cumprimenta,
e não lhe neguemos um sorriso, um gentil "alô" :
Ele pode ser um dos amigos que vêm à nossa tela,
que na nossa necessidade sempre diz "sim".
Se fizermos o contrário,
é bem possível que estejamos machucando
uma das mais belas flores do nosso jardim.

Tudo de bom!