Viver

O processo é sempre o mesmo e resume-se nisto: quem não consegue viver de acordo com a sua forma de pensar corre o risco de que o seu pensamento dê uma volta e se adapte à sua nova forma de viver...
(Paulo Geraldo)

Eu

Eu
Eu decidi há muito tempo nunca andar na sombra de alguém Se eu falhei, se eu fui bem sucedida, pelo menos eu vivi como eu acreditei. Não importa o que levem de mim, eles não podem tirar minha dignidade - Whitney Houston - Greatest Love Of All
Hoje eu saí de casa tão feliz, que nem me lembrei que em algumas horas a tristeza bate, me sacode e me faz sentir dores que eu não imaginava que continuavam ali.

Caio Fernando Abreu

Seguidores

terça-feira, 10 de maio de 2011

Vem como chuva


Vem como uma chuva....
Impossivel conter....
Me pergunto de onde vem,
Mas no fundo sei a resposta...
Vem...
De tudo aquilo que afogo
De tudo aquilo que sufoco
De tudo aquilo que guardo,
Escondo, tranco a 7 chaves
Para ninguem ver...
Para ninguem saber...
Ai vem ela (a lagrima) e estraga tudo
Escorrendo pelo rosto
Como chuva de verão.
(Solbarreto)


Quando já não tinha espaço pequena fui
Onde a vida me cabia apertada
Em um canto qualquer acomodei
Minha dança os meus traços de chuva
- Quando fui chuva - Maria Gadú -

9 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

As chuvas podem vir de dentro da alma. Lindo poema, beijos

Fernanda Maria Rocha Mesquita disse...

O teu bonito poema fez-me lembrar uma pequenina parte de um poema meu, que talvez tenha sido escrito com um sentimento parecido com o teu quando escreveste
"E nessa lágrima transparente,
nesse silencioso queixume,
morreu o sorriso inocente
numa gotinha quente
que queima sem ser lume!"
com beijinhos de amizade de alguem que provavelmente nunca te vai conhecer pessoalmente mas a quem marcaste para sempre ao demonstrares o teu genuino lado humano.
fernanda

Dani Gomes disse...

Olá Sol,

Adorei!

Também me inspirei nessa música da Maria Gadú para escrever: "Hoje só queria ser chuva. Encontrar um porto seguro onde pudesse derramar-me. E extravasar a tempestade que já não cabe em mim."

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Chá das Cinco disse...

Saudade de ti mulher!
Pena que o trabalho me afasta de tudo, mas no momento preciso estar nesse pic,portanto não dou a devida atenção aos meus amigos da net.

Hoje estou aqui para te deixar beijos e dizer que adorei a dica do livro:
Como Starbuck salvou a minha vida, vou ler.

beijos
Gemária Sampaio

Anônimo disse...

O choro sai sem saber por que sai, agente finge que não sabe de onde vem, mas quando a lágrima morre nos lábios trazendo o sal de dentro, as respostas vêm a tona...lindo, lindo, lindo

Vortei Solzinha....tava com sordade de tu...
bjokas, bjitos

Sandra Freitas

Anônimo disse...

Tô te seguindo de novo, mas não consegui postar com mmeu perfil. saiu anônimo;....eu heimmm..srsrrs

Eraldo Paulino disse...

Chuvas...

Românticas e trágicas. Por isso que amo!

Bjs!

Camila Jornada "Análise do ser" disse...

Sol, eu amo as musicas da Gadú,nossa demais ela! TEnhos os cds e dvd..Grande beijo!!!

Impressões de um cotidiano triste disse...

pra mim a chuva sempre me lembrou incertezas, por vezes tristezas. talvez por falta daquela energia que o sol nos passa, ao tempo que não me deixa esquecer o gosto do meu cobertor.