Viver

O processo é sempre o mesmo e resume-se nisto: quem não consegue viver de acordo com a sua forma de pensar corre o risco de que o seu pensamento dê uma volta e se adapte à sua nova forma de viver...
(Paulo Geraldo)

Eu

Eu
Eu decidi há muito tempo nunca andar na sombra de alguém Se eu falhei, se eu fui bem sucedida, pelo menos eu vivi como eu acreditei. Não importa o que levem de mim, eles não podem tirar minha dignidade - Whitney Houston - Greatest Love Of All
Hoje eu saí de casa tão feliz, que nem me lembrei que em algumas horas a tristeza bate, me sacode e me faz sentir dores que eu não imaginava que continuavam ali.

Caio Fernando Abreu

Seguidores

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Decisão


Ele disse: Vamos ficar juntos?Vamos tentar novamente?
Ela disse: Agora? Agora é tarde demais...
Ele disse: Porque tarde demais?Porque não?
Ela disse: Já tentamos lembra? Já tentamos a 1° vez e não deu certo...
Ele disse: Mas antes éramos jovens, imaturos, inexperientes...
Ela disse: E hoje existem coisas demais entre nós...magoas, dores, pessoas e até mesmo experiências vividas...coisas demais entre nós....Agora e hora de deixar ir...o que vivemos ficou para trás...
(Solbarreto)


As aparencias enganam
Elis Regina

As aparências enganam,
aos que odeiam e aos que amam

Porque o amor e o ódio
se irmanam na fogueira das paixões

Os corações pegam fogo
e depois não há nada que os apague

se a combustão os persegue,
as labaredas e as brasas são

O alimento, o veneno e o pão,
o vinho seco, a recordação
Dos tempos idos de comunhão,
sonhos vividos de conviver
As aparências enganam,
aos que odeiam e aos que amam

Porque o amor e o ódio
se irmanam na geleira das paixões

Os corações viram gelo e,
depois, não há nada que os degele

Se a neve, cobrindo a pele,
vai esfriando por dentro o ser

Não há mais forma de se aquecer,
não há mais tempo de se esquentar

Não há mais nada pra se fazer,
senão chorar sob o cobertor

As aparências enganam,
aos que gelam e aos que inflamam
Porque o fogo e o gelo
se irmanam no outono das paixões
Os corações cortam lenha e,
depois, se preparam pra outro inverno
Mas o verão que os unira,
ainda, vive e transpira ali
Nos corpos juntos na lareira,
na reticente primavera
No insistente perfume
de alguma coisa chamada amor.

14 comentários:

Ana SS disse...

Como disse a Lya Luft, com as perdas só há um jeito: perdê-las.

Camila Jornada "Análise do ser" disse...

lindo!!!!!!!!! .Agora e hora de deixar ir...o que vivemos ficou para trás...
agora vai, deixa ir... ficou marcado e uma lembrança em nós... vai!!!

Cria disse...

O início de uma outra fase ... outro amor, enfim ... Muito bom, Sol ! Beijos mil.

Vivian disse...

...que fiquem então as lembranças,
as boas é claro, e cada um que busque
o direito de ser feliz outra vez,
e outra vez, e....

bj, linda!

Lu! disse...

Ele pediu-me uma segunda oportunidade e eu não consegui dizer não... E agora começo a achar que fiz mal...
Beijinhos

.●.※゚・.•°∴ .•☆☥Nath Gótica☥☆.●.※゚・.•°∴ .• disse...

Devemos deixar para trás o passado e viver o presente e depois o futuro!!!
As lembranças servem para fazermos sofrer...é melhor tentarmos esquecer quem nos fez tanto mal!!!
O amor tem que morrer para termos vida de novo...se fosse pelo menos um amor baseado em respeito,confiança e carinho...ficaria para sempre em nossa memória...pois daria gosto de lembrarmos!!!
Beijão querida

tossan® disse...

As aparências enganam, nunca é tarde! A não ser se o amor não existir mais. Sendo assim Adeus e parte pra outra.

Moisés Wesley disse...

Gostei muito do poema!!! Essa sincronia com a música ficou muito boa!!! Eu entendo essa história pelo seu inverso! De repente pode ser hora de deixar ir, mas também pode ser hora de reinventar um novo fim! ^^

bjus, Sol! Tô sentinto sua falta no NobreSilencio. Vc viu este post?: http://nobresilencio.blogspot.com/2010/11/busca.html

Crista disse...

Por que sempre tem que ser assim????
Sol,pela milésima vez:ADORO passar por aqui!
Beijos...companheirona!!!!

Hana disse...

A música o poema, e todo seu espaço ta mega espetacular.
com carinho
Hana

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo o poema e a música...quando se instala a mágoa nos corações não há meneira de esquecer...fica para sempre.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá, vim deixar um carinho de amiga, com abraços de paz, beijos no teu coração.♥

Olavo Bilac

Natal


Jesus nasceu. Na abóbada infinita
Soam cânticos vivos de alegria;
E toda a vida universal palpita
Dentro daquela pobre estrebaria...

Não houve sedas, nem cetins, nem rendas
No berço humilde em que nasceu Jesus...
Mas os pobres trouxeram oferendas
Para quem tinha de morrer na cruz.

Sobre a palha, risonho, e iluminado
Pelo luar dos olhos de Maria,
Vede o Menino-Deus, que está cercado
Dos animais da pobre estrebaria.

Não nasceu entre pompas reluzentes;
Na humildade e na paz deste lugar,
Assim que abriu os olhos inocentes
Foi para os pobres seu primeiro olhar.

No entanto, os reis da terra, pecadores,
Seguindo a estrela que ao presepe os guia,
Vem cobrir de perfumes e de flores
O chão daquela pobre estrebaria.

Sobem hinos de amor ao céu profundo;
Homens, Jesus nasceu! Natal! Natal!
Sobre esta palha está quem salva o mundo,
Quem ama os fracos, quem perdoa o mal,

Natal! Natal! Em toda a natureza
Há sorrisos e cantos, neste dia...
Salve Deus da humildade e da pobreza
Nascido numa pobre estrebaria.

FELIZ NATAL!

Lua Nova disse...

Não consigo ouvir essa música sem me sentir completamente exposta, a alma meio dolorida.
É demais e a Elis, bem, essa é pura sensibilidade... uma diva.
Beijokas.

sandra Freitas disse...

"Porque o amor e o ódio
se irmanam na fogueira das paixões
As aparências enganam,
aos que gelam e aos que inflamam
Porque o fogo e o gelo
se irmanam no outono das paixões"

Maravilhosa música, mais tarde vou por lá no blog, a poesia é perfeita.
é mesmo uma dor descobrir que nem tudo é o que parece....o fogo sempre expõe todas as coisas, só o ouro resiste ao fogo..
E agora quando há tanta distãncia entre nós, eu penso, se haverá fogo capaz de provar se esse amor é verdadeiro. Descubro: o fogo é o tempo.

Beijos irmanados..Sol